Blog

Quando é hora de reestruturar uma empresa

por:

lbrito

lbrito

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Em algum momento, todas as empresas enfrentam a necessidade de se adaptar e reestruturar os sistemas, processos e até equipes existentes. Identificar rapidamente essa necessidade tem tudo a ver com a trajetória de crescimento da empresa – é um marco fundamental que muitas vezes determina o antes e o depois das empresas que se mantêm sólidas por mais tempo.
Para o pesquisador Stuart Gilson, da Harvard Business School, a empresa precisa saber exatamente quais são os seus problemas para então desenvolver um plano de reestruturação. Em seu livro “Lessons of Reestructuring” [lições de reestruturação, sem tradução em português] ele explica que muitas empresas demoram demais para reconhecer a necessidade de se reestruturar, quando poucas opções restam e salvar a empresa pode ser mais difícil.
Mas nem sempre as reestruturações são resultado de uma crise financeira profunda, explica o professor em seu livro, a partir dos diversos estudos de caso com os quais trabalhou. Em alguns casos, a empresa estabeleceu uma mudança radical para gerar mais envolvimento nos colaboradores. Em outro, era a própria cultura da empresa já previa um constante questionamento das estruturas, e em algum momento isso resultou em uma modificação da estratégia.
Cada empresa precisa estar atenta para seus processos e resultados, a fim de detectar cedo a necessidade de um processo de reestruturação. Algumas dicas fornecidas pelo autor do livro e por outros consultores podem trazer insights importantes:
– Os lucros pararam de crescer. Se o negócio historicamente vinha apresentando um crescimento e margens de lucro consistentes, quando elas começam a cair em um período relativamente longo de tempo, há um problema. Está na hora de rever as despesas e os balanços.
– A rotatividade aumentou. Não se trata apenas de colaboradores, mas também de clientes. As duas coisas exigem um acompanhamento constante.
O velho sistema não funciona mais. Os processos que funcionavam quando sua empresa tinha dez colaboradores não são os mesmos que serão necessários quando você tiver 50. Isso não significa que precisam se tornar mais complexos, e sim o contrário.
– Os colaboradores estão sobrecarregados e a ineficiência é clara. Ineficiência tem a ver com processos superados e sobrecarga de trabalho tem a ver com ineficiência. Não significa, na verdade, que é necessário contratar mais gente, e sim que os processos precisam ser revistos.
– O setor de negócios está evoluindo. Se você está trabalhando exatamente da mesma forma como trabalhava há dez anos, provavelmente está ficando para trás. A tecnologia evolui. O setor muda. A economia se altera. Mudanças econômicas por exemplo podem aumentar seus custos. É preciso, portanto, prestar atenção o tempo todo no que está acontecendo em sua área de atuação e no mundo à sua volta.
Observar alguns desses sinais mês a mês não significa necessariamente que é hora de fazer uma mudança drástica. Mas se esses problemas acontecem ao longo dos anos, provavelmente chegou o momento de se adaptar e voltar aos trilhos.

Nota do editor: Uma das maiores autoridades brasileiras em reestruturação de empresas, Claudio Galeazzi estará presente na HSM Expo, de 7 a 9 de novembro, no ExpoTransamérica, em São Paulo.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Receba mais conteúdo sobre o assunto do artigo!

Compartilhe

Mais Postagens